quinta-feira, 6 de março de 2008

8 - CASO CLINICO 2: ORTO-PERIO-CIRÚRGICO.

Autor: Santos,Alfredo A.

Paciente, M. J. .A. 45 anos, sexo feminino, compareceu a clínica ORTODONTO, com problema periodontal avançado na unidade 12, com extrusão e supuração. Falta do elementos 15,17 e com diastema entre incisivos 11,21. Foi solicitada os seguintes exames: Hemograma com coagulograma, Glicemia em jejum, Documentação ortodôntica completa,Rx. Panorâmico,
Após avaliação clínica, radiográfica, verificou-se a indicação para enxerto.

A opção do material para o enxerto ósseo, foi Biocerâmica (Fósfo-Calcica Bifásica micro-macro porosa) não reabsorvível da (Osteosynt ®) granulação 20, 40 e 60 micras
e plasma rico em plaquetas que momentos antes da cirurgia, foi coletado o sangue da paciente pelo método da Aférese.
Após o retalho, certificamos da presença de tecido de granulação além da cratera óssea e ausência da tabua vestibular, que comprometia 50% da raiz da unidade 12 e 30% dos incisivo centrais superiores direito. A colagem de brakets superiores de canino a canino e fio de NITINOL 0,18 com elástico em cadeia curto ( Morelli) para fechamento do diastemas, uma semana antes devido a mobilidade dental grau 3.

A CIRURGIA:
A paciente foi medicada 10 dias antes da cirurgia devido supuração intensa, e pela tração do aparelho fixo e do fio de NITI. 0,18 mm e do elástico em cadeia curto (Morelli).
Fazendo uso de amoxicilina 500 mg + acido clavulônico 125 mg. E de um analgésico manipulado pela farmácia de manipulação, o Diclofenaco de Potássio 75 mg.
Fez-se uma incisão na crista óssea, com duas incisões verticais e uma horizontal acima da linha do sorriso para relaxamento, o muco periósteo foi deslocado para o fundo do saco vestibular, seguido de pontos nas duas extremidades para levantamento do retalho.
Com a utilização do ultra-som, fizemos uma profilaxia e remoção do tecido de granulação e restos necróticos, seguido de uma curetagem forte para alisamento radicular e com uma broca esférica cirúrgica de 3 mm. e osteotomia das espículas ósseas, até verificar um osso de boa consistência. seguida de aplicação de ácido fosfórico 37%, durante (1) um minuto, jateado com água destilada da seringa tríplice e curetado novamente, seguida de novo jateamento com água destilada da mesma seringa seguida de irrigação soro fisiológico (NaCl 9%).
E aplicação com seringa descartável uma mistura das soluções hemostática e antialérgica dos medicamentos: hemostop + Otosporin (otosolução).
Após a obtenção do PRP, misturamos 02 gramas de Biocerâmica (osteosynt) com o PRP e cuidadosamente comprimimos a mistura ate compactar na loja óssea, seguida de compressão com gaze estéril para secagem e melhor adaptação do osso e verificar a cobertura radicular. Seguida de nova cobertura de PRP e sutura com fio de Nylon 000 flexível.
E colocação de cimento cirúrgico (Perio Bond) da Dentsply e aplicação de Raios Laser, as aplicações de Raios Laser foram intensificadas da seguinte forma: dia sim, dia não, durante 15 dias, nesta ultima se deu a retirada total dos pontos e do cimento cirúrgico. Com boa cicatrização e regeneração gengival notando-se ainda a intrusão dental e fechamento do diastema no raio do arco dental.
No Pós-Cirúrgico a paciente, foi orientada uma dieta Líquida e pastosa, além de cuidados com a higiene oral, gelo local nas três primeiras horas e bochechos orais com água Oxigenada 10 vol.
A seguir soro Fisiológico de NaCl 9% com um antiséptico oral além das compressas com água morna no local a cada 20 minutos até cessar o inchaço se houver. Após 8 dias foram retirados os pontos e o cimento cirúrgico que apresentava boa cicatrização e aspecto sadio da gengiva.

Nenhum comentário: